Celebrando 195 anos de história, as comemorações de Dois de Julho reúnem diversas manifestações culturais ao longo do cortejo em memória pela Independência da Bahia. Além dos desfiles cívicos, a festa popular toma conta também do Centro Histórico de Salvador. A programação especial dos largos do Pelourinho recebe dois dias de samba: na segunda-feira (2), quando se comemora a data magna da Bahia, e na quinta-feira (5), celebrando A Volta da Cabocla.
A programação do dia 2 terá início às 15h. No Largo Pedro Archanjo, quem abre alas para o samba é o grupo Anjo Bom. Às 17h30, a banda Samba Maria apresenta um samba jovem, com gingado característico. O Grupo Movimento encerra a programação no espaço, às 20h.
O Largo Tereza Batista vira a estação do Trem de Luxo. A banda chega ao destino às 15h, para promover um show divertido e irreverente. Às 17h30, o samba continua com o Grupo Trivial. Por fim, às 20h, tem Roque Bentenquê, um dos nomes mais antigos do ritmo tradicional na Bahia.
No Largo Quincas Berro D’Água, a programação começa com a melodia envolvente do Samba Amoroso, às 15h. Às 17h30, tem todo talento e simpatia da sambista Rose Belo.
Volta da Cabocla 
Para celebrar o retorno dos carros do Caboclo e da Cabocla ao Pavilhão da Lapinha, será realizado o evento ‘A volta da cabocla’ na quinta-feira (5), com shows gratuitos. No Largo Pedro Archanjo, o público curte Nonato Sanskey e Samba de Roda Mucum’G, às 20h30. No mesmo horário, o Largo Tereza Batista recebe o show da cantora Juliana Ribeiro, onde também não vai faltar samba para encerrar os festejos.
A programação é realizada pela Secretaria de Cultura do Estado  (Secult), por meio do Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI) e do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (Ipac).
Foto: Tacila Mendes/GOVBA