Os soteropolitanos tem muito a comemorar neste mês de setembro. Além de receber a estação mais florida do ano com a intensa programação cultural promovida pela Prefeitura, através do Festival da Primavera, este sábado (22) será de festa para celebrar os 60 anos da bossa nova, completados em 2018. A Orquestra Popular da Bahia (OPB) levará seus 14 músicos ao palco no Largo da Mariquita, a partir das 19h, para uma apresentação em homenagem ao movimento musical que projetou diversos artistas para o cenário nacional e internacional.

Um dos idealizadores do projeto da Orquestra Popular da Bahia (OPB) e maestro do grupo, Tukano Sax, explicou que a apresentação será um momento muito especial para toda a equipe. “É uma honra participar pela segunda vez do festival e será um grande desafio tocar Bossa Nova, que é uma riqueza que nós temos. Para preparar esse show, tivemos que voltar no tempo para fazer uma pesquisa profunda. É um laboratório voltar no tempo de João (Gilberto) e Tom Jobim, pois existe uma harmonia complexa nesse estilo”, destacou.

Apesar de acreditar que, em um estilo tão rico como a bossa nova, o trabalho de escolher as canções que farão parte do repertório é uma tarefa árdua, o maestro adianta que o público poderá se encantar com sucessos como “Águas de Março”, “Desafinado”, “Garota de Ipanema”, “Samba de Verão” e “Saudade da Bahia”. A apresentação da orquestra terá participação das cantoras Carla Visi, Márcia Short, Ellen Wilson e Cátia Guimma.

Perfil – Criada em 2012, a OPB tem como base a originalidade dos ritmos e levadas oriundas do movimento da axé music. Composta por instrumentos de percussão, elétricos e sopro, seu repertório contempla a história musical do ritmo surgido na Bahia com uma roupagem moderna, mas mantendo as raízes.

A orquestra tem diversas experiências positivas na bagagem. Em 2015, por exemplo, realizou a abertura do Festival de Verão de Salvador, em comemoração aos 30 anos do Axé Music. No ano seguinte, em 2016, conquistou o prêmio de Melhor Arranjo no Festival de Música da Educadora.