No primeiro semestre de 2018, as empresas controladas do grupo Invepar repassaram aos municípios mais de R$ 84 milhões em ISS – Imposto Sobre Serviços. Somente na Concessionária Litoral Norte (CLN), que administra a BA-099, foram encaminhados mais de R$ 1,5 milhão às sete cidades que estão na região da empresa.

Direcionados aos caixas das prefeituras baianas de Camaçari, Mata do São João, Entre Rios, Esplanada, Jandaíra, Itanagra e Conde, estes recursos contribuem com as demandas de cada localidade para investimentos em educação, turismo, cultura, comércio, indústria, agronegócio, dentre outros.

Ligando a Região Metropolitana de Salvador a divisa da Bahia com Sergipe, a BA-099 é a principal via de acesso ao litoral norte, sendo caminho para uma grande quantidade de destinos de “sol e praia” presentes na região, e que são responsáveis por aquecer a economia do estado através do turismo.

Os valores variam de acordo com a extensão do trecho da rodovia na jurisdição de cada município. Desde 2000 a empresa já repassou cerca de 25 milhões de reais para as cidades da região.

“Estes repasses, frutos da arrecadação da concessionária, impactam no orçamento dos municípios, facilitando a distribuição de seus respectivos recursos nas áreas mais importantes de serviço público, contribuindo com seu desenvolvimento”, destacou o diretor superintendente da CLN, Guilherme Hupsel.

Sobre a CLN

A Concessionária Litoral Norte (CLN), uma empresa Invepar Rodovias, administra a rodovia BA-099, que compreende a Estrada do Coco (a partir do km 7,7) e a Linha Verde, conectando Lauro de Freitas até a divisa dos Estados da Bahia e Sergipe, com extensão total de 217 km, entre 183 km de rodovias e 35 km de vias de acesso. A concessionária presta serviço para o Governo do Estado da Bahia e é fiscalizada e regulamentada pela AGERBA (Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia). Atualmente, a empresa gera cerca de 300 empregos diretos e indiretos e já repassou cerca de 25 milhões de reais em impostos para os municípios da região.

 

 

Foto: Divulgação