“O melhor Feriadão de meio de ano”. É dessa forma que representantes do trade turístico e da Prefeitura de Salvador tratam o fim de semana decorrente da 196ª edição do desfile que comemora a Independência do Brasil na capital baiana. A euforia do setor se deve ao índice médio de ocupação de leitos nos principais hotéis de Salvador, que deve atingir 79% para o período, em especial aqueles localizados entre Stella Maris, na orla marítima, e o Pelourinho, no Centro Histórico.

“É, com certeza, a melhor notícia do período em três anos. E isso se deve ao sol que tem sido generoso, ao calor da cidade, às melhorias estéticas e estruturais proporcionadas pela Prefeitura e, claro, à publicidade gratuita proporcionada pela novela das 21h, que fala de Salvador de uma maneira muito boa. Isso tudo tem sido fundamental para que o turista tenha interesse em conhecer a cidade e, se já conhece, voltar para desfrutar mais do que a terra oferece. Este momento é fruto dos esforços da Prefeitura, do Salvador Destination e dos esforços de todo o trade, com capacitação e divulgação do ‘Produto Salvador’ fora da Bahia”, ressalta Silvio Pessoa, presidente da FeBHA.

De acordo com informações da Federação Baiana de Hospedagem e Alimentação (FeBHA), os registros mais significativos ocorrem nos hotéis localizados entre os bairros de Itapuã e Stella Maris, com 97,05%. Na região da Barra/Ondina, os números alcançam 85,43%.

O trecho entre Armação e Patamares tem 85,33% de quartos preenchidos. A zona do Rio Vermelho registra 81,28% de ocupação. Já estabelecimentos da região do Centro da cidade têm 71% de leitos ocupados. Já os hotéis no entorno da Avenida Tancredo Neves, geralmente utilizados para o turismo de negócios, chegam a 64,03% de leitos negociados.

Centro de Convenções – Para 2019, a chegada do novo Centro de Convenções de Salvador deve impulsionar ainda mais estes números. A construção começa nesta quinta-feira (6), quando o prefeito ACM Neto assina a ordem de serviço para início da obra, que será instalada na área do antigo Aeroclube, na Boca do Rio, e tem investimento de R$ 105,2 milhões.

De acordo com o titular da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult), Cláudio Tinoco, estes números vêm coroar e confirmar a consolidação do fluxo turístico de Salvador que, há dois anos, nos dá sinais positivos sobre a melhora deste quadro. Dentre os fatores que ajudaram no processo, o secretário destaca o clima e as ações da Prefeitura na divulgação da cidade.

“Nosso inverno tem características bem próximas do verão, e isso atrai mais visitantes. Também ajudou bastante o fato de o feriadão acontecer justo no intervalo entre a baixa e a alta estação. Da parte da gestão municipal, estamos colhendo frutos dos investimentos importantes na capacitação de operadores e agentes de viagem, bem como das ações de infraestrutura e de conservação dos equipamentos públicos da cidade. Aliado a isso, temos a celebração da assinatura da ordem de serviço para construção do Centro de Convenções Municipal”, afirma Tinoco.

Foto: Reprodução: site www.diariodoscampos.com.br