A chegada do navio de passageiros AIDAaura ao Porto de Salvador, no Comércio, chamou atenção de quem passava pela Avenida da França nesta quinta-feira (25). Toda a imponência da embarcação, que mede 202 metros de ponta a ponta e possui peso de 4 mil toneladas, traduzia o início da temporada de cruzeiros 2018/2019 na cidade. Com capacidade para 1.266 passageiros, o AIDAaura veio de Cabo Verde – país insular localizado a mais de 500 quilômetros da costa da África Ocidental -, e atracou por volta de 11h30.

Enquanto aguardava para embarcar em um ônibus de translado que seguiria rumo ao Centro Histórico, o aposentado alemão Josef Thevis, 78 anos, estava ansioso para conhecer o que a capital baiana tem. “É a primeira vez que venho. Sempre ouvi falar muito bem da cultura e da gastronomia de Salvador”, contou ele, que mora em Hamburgo, na Alemanha. A administradora Jessica Fromter, 52, elogiou a alegria dos baianos e o clima. “Enfrentamos muito frio durante a maior parte do ano na Europa. Se tivesse esse calor e esse sol como há aqui, não precisaria de mais nada na vida”, brincou.

A estadia do AIDAaura em Salvador será curta. Às 19h, o cruzeiro seguirá para o Rio de Janeiro. A Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult) estima que a capital baiana receba, até 21 de abril do próximo ano, 163.117 passageiros distribuídos em 49 navios. As embarcações saem de cidades como Recife, Búzios, Maceió, Rio de Janeiro, Fortaleza, Santos, Ilhéus, Cabo Frio e Tenerife – esta última na Espanha. A novidade este ano é a vinda do MSC Seaview, o maior dos navios. Ele comporta 5.210 passageiros e chega à cidade no dia 2 de dezembro.

Ainda segundo a Secult, esses visitantes de algumas horas, chamados de “excursionistas”, costumam visitar locais próximos ao Terminal Marítimo de Passageiros, como Mercado Modelo, Elevador Lacerda, igrejas do Centro Histórico e Pelourinho. A visita rápida, de algumas horas, funciona também como um incentivo para que esses excursionistas voltem a Salvador em outra oportunidade, permitindo uma experiência turística mais duradoura e, portanto, mais vantajosa à cadeia produtiva do segmento.

Fluxo turístico – O setor turístico da capital baiana está colhendo os frutos semeados a partir dos investimentos sociais e estruturais realizados pela gestão municipal nos últimos cinco anos. A Secult prevê um crescimento de 11% no fluxo turístico da cidade durante a chamada alta estação, entre dezembro deste ano e fevereiro de 2019, se comparado ao mesmo período do ano passado.

No período, a capital baiana deve receber cerca de 2,6 milhões de visitantes, contra 2,3 milhões registrados no ano passado. A estimativa é que também haja um crescimento de 10% no número de visitantes durante o Réveillon. Se, em 2017, 430 mil turistas participaram do Festival Virada Salvador, a previsão para este ano é de 473 mil visitantes curtindo a festa.