O Bahia chegou ao clássico deste domingo sem ritmo de festa. Pressão da torcida, uma posição na zona de rebaixamento e jejum de triunfos. Mas bastaram 90 minutos para a ameaça de crise virar um baile azul, vermelho e branco. Com direito a “créu” de Vinícius, o Tricolor goleou o Vitória por 4 a 1 e deixou para trás o Z-4. Zé Rafael, Vinícius, Tiago e Gilberto marcaram para o time de Enderson Moreira e fizeram dançar os mais de 24 mil torcedores que acompanharam o jogo no estádio. Lucas marcou o gol de honra do Rubro-Negro.

BAHIA DONO DAS AÇÕES
Logo no primeiro minuto de jogo, Tiago cochilou e Walter Bou ficou de cara com o gol. O lance em que o argentino parou na defesa de Anderson foi um dos raros momentos em que a torcida do Bahia ficou apreensiva no primeiro tempo do clássico realizado na Arena Fonte Nova. Com boas tramas pelas laterais, o Tricolor ditou o ritmo do jogo, criou chances e não deixou o time rubro-negro respirar. Zé Rafael abriu o placar aos 14 minutos, com um golaço. Aos 25, Elias defendeu pênalti cobrado por Vinícius, mas, no rebote, o meia ampliou. Mesmo em vantagem, o time de Enderson Moreira seguiu no ataque e ficou perto de marcar o terceiro.

VIROU GOLEADA
O Vitória voltou do segundo tempo disposto a pressionar em busca do empate. Fillipe Soutto ficou perto de marcar o primeiro gol rubro-negro em chute de fora da área, mas Anderson fez a defesa. O Bahia respondeu na mesma moeda, com uma pancada de fora da área de Vinícius, defendida por Elias. Tiago foi mais eficiente e marcou o terceiro gol tricolor. Após cobrança de falta, o meia aproveitou sobra de bola e tocou de bico no canto. Um minuto depois, Gilberto aproveitou cruzamento de Zé Rafael e marcou o quarto do Bahia. Aos 27, Lucas, de cabeça, marcou o gol de honra do Vitória. Com a goleada construída, o Tricolor gastou tempo, enquanto a torcida gritava “olé”, na arquibancada.

COMO FICA?
Com o triunfo no clássico, o Bahia chega aos 16 pontos, deixa o Z-4 para trás e fica na 13ª colocação. O Vitória, com 15 pontos, vem logo atrás, em 14º lugar.

SENHOR BA-VI
Falou em Ba-Vi, Vinícius surge como candidato a protagonista. Neste domingo, o meia marcou o terceiro gol em clássico na temporada. O primeiro foi no Barradão e rendeu polêmica. Na comemoração, ele dançou de frente para torcida do Vitória e foi alvo de agressões por parte dos jogadores rubro-negros. O segundo gol foi marcado na final do Campeonato Baiano, na Arena Fonte Nova. Hoje, também teve dança, mas resultou em pancadaria.

CARTÕES PARA DAR E VENDER
Na tentativa de parar o Bahia, o Vitória apelou para a violência e anti-jogo. O Rubro-Negro teve quatro jogadores amarelados, o lateral-esquerdo Bryan e técnico Vagner Mancini expulsos – o treinador por reclamação -. Os dois estão fora da partida contra o Sport, no meio da semana.

Fonte: G1 – Foto: Felipe Oliveira / ECBahia Divulgação