Preso no último sábado por não pagar pensão alimentícia, o ex-jogador Edílson “Capetinha” foi transferido para a Casa do Albergado de Florianópolis no domingo à noite. A informação foi divulgada pelo site UOL e confirmada pelo GloboEsporte.com O advogado do atleta entrou com pedido de habeas corpus para a liberação de Edílson.

O ex-jogador iria participar de um jogo e jantar festivo em Rio Negrinho, no Norte do estado, cerca de 262 km de Florianópolis. Além dele, o ex-meia Marcelinho Carioca estava confirmado no evento. Edílson foi encaminhado para o Presídio Regional de Mafra, também na região, e posteriormente transferido à capital.

O ex-atleta comentou com as autoridades que o valor cobrado de pensão seria de R$ 110 mil e há a tentativa para a correção do valor. Essa é a quarta vez que Edílson é preso – a última havia sido em agosto do ano passado, em Salvador.