A Itália precisava vencer por dois gols de diferença. E foi para cima, com tudo. 70 mil torcedores, no San Siro, empurrando a Itália que lutou bastante, mas nitidamente estava perdida com a bola nos pés. No primeiro tempo, grandes oportunidades com Immobile, Candreva e Florenzi . Ainda nessa etapa de jogo, os suecos reclamaram de duas penalidades, toque de mãos tanto de Darmian, quanto de Barzagli. No segundo tempo, o desespero tomou conta do time da casa. Até o grande goleiro Buffon foi, 2 vezes, nos acréscimos, para a área adversária. Foi um duro resultado de 0 a 0, com a Suécia, e a eliminação da Itália, da Copa do Mundo antes mesmo de chegar à Rússia. Os suecos, estão de volta ao Mundial, após duas copas seguidas, e se valeram da vitória pelo placar por 1 a o, em casa, jogando em Solna. Deu-se a despedida de Buffon da seleção italiana que fica fora de uma Copa do Mundo, pela primeira vez, desde 1958.

A Itália é a única seleção, campeã do mundo, que não vai à Copa do Mundo de 2018.

 

Foto: Reprodução/Reuters