O cenário paradisíaco da Praia do Forte, em Mata de São João, no litoral norte baiano, foi palco do 7º Circuito Open de Polo Aquático, um dos maiores eventos de esporte aquático do Brasil. Desde a última sexta-feira (13), a competição reuniu cerca de 250 atletas de todo o Brasil num total de 11 delegações masculinas e femininas. Neste domingo (15), a final do evento movimentou a manhã de baianos e turistas que escolheram o local para passar o feriadão da semana das crianças.

O evento é uma realização da Federação Baiana de Desportos Aquáticos (FBDA), com apoio da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), para aquisição de materiais promocionais, divulgação, infraestrutura e hospedagem. “Este incentivo que o Governo do Estado está oferecendo para o esporte é muito importante, principalmente porque coloca a Bahia na rota das grandes competições, ajudando não apenas a trazer visibilidade para nosso estado, mas a renovar o esporte para a juventude”, afirmou o presidente da FBDA, Diego Albuquerque.

 

A competição de polo aquático acontece na Bahia há sete anos, com edições em Salvador, Morro de São Paulo, e, desde o ano passado, chegou à Praia do Forte. Além de atrair turistas e visitantes, os jogos ajudaram a movimentar a economia local. Como afirma a comerciante Linda Barreto. “Praia cheia é sempre a melhor coisa para quem tem negócio aqui. Sem dúvida, este evento trouxe muita gente. Feriado e fim de semana sempre é melhor, mas com essa força ficou ainda melhor”.

 

Participaram equipes representantes de Salvador, Feira de Santana , Aracaju (SE), Recife (PE) , João Pessoa (PB), Santos (SP), Brasília e Rio de Janeiro e Santos. Entre as mulheres, o título do pólo aquático ficou com o time de Brasília. No masculino, levou a melhor o time de Salvador. Para o goleiro da equipe campeão, Diogo Tumet, por ser realizada na praia e aberta ao público, a competição estimula a prática esportiva. “Eu acho que um evento com um nível tão bacana como esse incentiva quem vê a procurar um esporte, se exercitar e buscar uma vida mais saudável”.

 

 

Foto: Carol Garcia/ GOVBA