O Bahia sagrou-se campeão baiano de 2018, neste domingo (08), derrotando mais uma vez o Vitória. O presidente Guilherme Bellintani comemorou seu primeiro troféu conquistado em tão pouco tempo.

Bellintani elogiou seus jogadores e o grupo de trabalho no futebol profissional, ressaltando a capacidade de reação de todos eles, ainda que o início do ano tenha sido irregular.

“Título que vem de resultado de um trabalho importante, porque a gente começou o campeonato ruim, sem rendimento, perdendo as duas primeiras partidas de Baiano e Copa do Nordeste, evoluindo, com muito trabalho, sem contratação nova, sem soluções midiáticas, de curto prazo. Com trabalho. Hoje a gente tem uma coroação dessa primeira fase do trabalho. Mas é só o começo, tem muito mais pela frente”, afirmou o presidente tricolor.

Guilherme Bellintani, também, se manifestou sobre o fato negativo da tarde quando parte da torcida rubro-negra, atirou pedras e quebrou janelas do ônibus que conduzia o elenco do Bahia no Barradão.

“Mais do que apedrejado, a gente chegou muito perto de uma tragédia aqui. O torcedor estava de forma muito efusiva. Alguns deles estavam tranquilos, mas a grande maioria estava violenta contra o nosso ônibus, jogando desde latinha de cerveja até pedras. Poderia ter acontecido uma tragédia. Acho que a Polícia Militar agiu muito bem, senão tinha acontecido essa tragédia. Mas vale a pena agora, e a partir de agora a gente vai requerer isso, que o Ministério Público, Polícia Militar, Federação Baiana de Futebol, olhem o que aconteceu aqui hoje”, enfatizou o presidente.

 

 

Foto: Felipe Oliveira/Divulgação/Esporte Clube Bahia