Jogo para ganhar 3 pontos? Em casa, enfrentando um companheiro da zona de risco, estando com um ponto à frente, três bons resultados após a volta de Vagner Mancini, e tendo vencido o Flamengo, no último domingo (6), no Rio de Janeiro, a resposta seria sim. Mas tem sempre um “mas” nas histórias.  O Vitória perdeu, no Barradão, para o Avaí.

Um jogo corrido, no primeiro tempo, e o rubro-negro baiano teve suas chance, mas (olha ele aí) Neilton começou a mostrar que não estava no dia dele quando o auxiliar de linha de fundo viu um pênalti que o árbitro Ricardo Marques Ribeiro nem tinha marcado. Pronto, bola na marca! Festa da galera. Aos 26 minutos Neilton cobra… isola a bola. Segue o jogo, grande passe de Santiago Tréllez para Neilton, na cara do gol, chutou em cima do goleiro Douglas. Final do primeiro tempo: 0 a 0.

No segundo tempo, mais correria em campo e o Vitória vendo as chances aparecendo, e perdendo as oportunidades. Patric dá um bom passe para Neilton que chuta para fora. Pouco depois Danilinho serve a Neilton e ele manda por cima da meta. Com o Avaí, a história foi outra: Willians Santana lançou Júnior Dutra, este dominou, driblou Fernando Miguel e marcou com estilo, 27 minutos do segundo tempo: Avaí 1 a 0. E, o time catarinense ainda teve chances de gol, inclusive com Júnior Dutra. O Vitória tentou alguma coisa, “mas”…

Houve muita reclamação dos jogadores do Avaí por causa da marcação do pênalti a favor do Vitória, que Neilton perdeu. Não tinham razão, foi pênalti. Mais reclamações dos jogadores do time catarinense quando Juninho, lateral do Vitória, tentou cortar lançamento, errou o domínio e tocou a bola com o braço dentro da área. Tinham razão, foi pênalti. O árbitro não marcou.

O Vitória, com 19 pontos, é o vice lanterna do Campeonato Brasileiro. O Avaí subiu para a 17ª colocação, com 21 pontos.

 Vitória 0 x 1 Avaí, no Barradão (Foto: Maurícia da Mata/ Divulgação/ECVitória)