O conselho gestor do Programa de Parcerias Público-Privadas da Bahia aprovou a proposta de estruturação de um fundo de investimento para construção e operação do novo Centro de Convenções da Bahia. A resolução nº 5/17 foi publicada no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (7).

Dentre as deliberações consta autorização para a empresa Reag Gestora de Recursos desenvolver estudos de estruturação de um Fundo de Investimento em Participação (FIP) destinado à construção e operação do novo Centro de Convenções da Bahia, juntamente com um complexo de negócios.

O secretário do Turismo da Bahia, José Alves, afirmou, que o governo estadual avança para solucionar o assunto. “Estamos com a Parceria Público-Privada (PPP) formatada”, disse. “A meta é erguer o novo Centro de Convenções e instituir um eficiente modelo de gestão que fortalecerá o turismo de negócios e eventos”.

A estimativa de investimento é da ordem de R$ 400 milhões numa área utilizável de aproximadamente 230 mil metros quadrados, situada, provavelmente, no Parque de Exposições. O antigo Centro de Convenções ocupa área de 153 mil metros quadrados. O Parque de Exposições manterá a realização dos eventos agropecuários com perspectiva de fortalecimento do agronegócio.

 

Foto: ME/Portal da Copa