Já passam de 140 os mortos em decorrência de um terremoto de magnitude 7,1 que atingiu nesta terça-feira inúmeras regiões do México. O epicentro do abalo sísmico foi no continente, no Estado de Morelos, local onde foram registradas mais de 50 mortes.

O sismo provocou numerosos danos em vários edifícios da capital mexicana, a Cidade do México, além de cortes no fornecimento de energia e no serviço de telefonia.

O Serviço Sismológico Nacional daquele país informou, através do Twitter, sobre um abalo de magnitude 7,1 ao fazer a atualização de seu primeiro relatório, no qual determinou que a escala era de 6,8.

O poderoso terremoto foi sentido fortemente na capital do país, onde se viveram cenas de pânico apenas duas horas após a população ter saído às ruas de todo o país numa simulação em recordação ao violento terremoto de 1985, que devastou a capital e deixou dezenas de milhares de mortos. Uma infeliz coincidência para essa nova tragédia que vitimou grande número de pessoas, além de ter causado danos materiais significativos em diversas cidades mexicanas.

Atualizado às 22h do dia 19 de setembro.