Com 32 pontos e na 12ª colocação do Campeonato Brasileiro, o Vitória começa a pensar no jogo com o Santos, no Pacaembu, na próxima segunda-feira (16/10), às 19h (horário de Salvador). O time do treinador Vagner Mancini vai a São Paulo tentar se reabilitar de mais um fracasso em pleno Barradão. Ontem, no rubro-negro perdeu por 2 a 1 para o Sport e segue sendo o pior mandante da competição.

O resultado desagradou os jogadores do Leão, o técnico e principalmente a torcida, que não entende porque o time que vence bem fora de casa, inclusive grandes adversários como Corinthians (líder da competição) e Flamengo, e não consegue repetir as grandes atuações jogando no Barradão, onde já foi imbatível.

“A gente entrou com vontade de ganhar. No primeiro tempo, no início, a gente deu uma caída, mas no segundo tempo a gente voltou, mas não foi o suficiente para matar o jogo”, disse o goleiro Caíque, ressaltando que são coisas inexplicáveis do futebol.

Chateado com a derrota, Vagner Mancini não gostou do desempenho do Vitória. “O Sport, até os 25 minutos, jogou no nosso campo. Tivemos o contra-ataque. Tivemos a saída, mas não fomos felizes para fazer o gol. E aí você toma o gol no final do primeiro tempo e volta para o segundo para empatar e sofre outro tento…”, ressalta.

O técnico lembrou que contra o Botafogo, o Leão perdia por 2×1, jogava no campo do Botafogo e conseguiu virar. “O Sport também jogou bem, mas nós temos que fazer mais para vencer aqui dentro. É importante que o atleta consiga se superar”.

Sobre o que fará para o próximo jogo com o Santos (segundo colocado com 48 pontos), Mancini disse que “não há motivo para mexer demais. Tenho a volta do Fernando Miguel, vou decidir sobre isso ainda. O restante do time tenho uma ou outra opção. Vou pensar nisso”.

Ainda sobre o Peixe, o treinador rubro-negro falou que “o Santos é um time leve, que joga em velocidade. Diferente do Sport, que gosta da posse de bola, sabe usar a força física. É uma chance da gente reverter isso, somar pontos importantes”.

Vagner Manicini – Foto: Maurícia da Matta / ECV Divulgação