Enquanto comemora a volta do volante Renê Júnior e do zagueiro Luca Fonseca para a partida do Bahia contra a Chapecoense, domingo na Arena Fonte Nova, o técnico Paulo César Carpegiani não contará com o volante Juninho, que foi vetado para o jogo pelo departamento médico do tricolor. O jogador sofreu um estiramento na coxa no confronto contra o Sport, quando o Bahia perdeu por um a zero.

Animado com o retorno ao time, Renê Júnior disse que o tempo que Carpegiani teve para montar a equipe para o jogo de domingo será muito importante para as pretensões do Esquadrão, que precisa dos rês pontos para continuar sonhando com uma possível vaga na Libertadores em 2018.

“A gente sabe que uma hora o Brasileiro iria afunilar, ter essa sequência de jogos. Sabíamos que seria desgastante. Graças a Deus, tivemos poucas lesões graves nesse período. Nessa semana cheia Carpegiani vai poder acertar e organizar o time em cima do que ele achou contra o Sport para a gente fazer um grande jogo domingo e brigar por nossa meta, que é lá em cima na Libertadores”, afirmou o volante.

Prosseguindo, Renê Júnior disse que Carpegiani é um treinador inteligente. Desde o começo do ano falei que a posição de volante o Bahia estava bem servida, com muitos jogadores de qualidade. “Independentemente de quem for jogar, tem que colocar na frente o escudo do Bahia. É brigar pelo Bahia, e a gente tem feito isso durante o campeonato sem nenhuma vaidade. Esse problema deixo para o Carpegiani, mas sei que ele é um treinador inteligente e vai procurar colocar o time para frente para a gente jogar o nosso futebol”, pontuou.

O árbitro Péricles Bassols, da Federação Pernambucana, vai apitar a partida entre Bahia e Chapecoense.

Foto: Marcelo Malaquias / ECB Divulgação