Leonardo Pereira, presidente da Comissão de Valores Mobiliários, é a favor de que seja punida na esfera penal a utilização de informações privilegiadas por indivíduos que não tenham ligação direta com uma empresa para operar e obter ganhos financeiros. Atualmente, a penalidade se dá apenas no campo administrativo para acionistas e executivos da empresa.

O assunto é palpitante poque a CVM investiga a JBS sobre o uso de informações privilegiadas em movimentações no mercado futuro de câmbio e de ações, antecedendo a divulgação de que seus executivos do grupo fariam um acordo de delação premiada.

foto: ig economia