De 143 casos para 61. Essa é a redução expressiva de 57,3% alcançada pelas forças de segurança do Estado nos casos de lesão corporal, comparando os anos de 2011 e 2018, no acumulado de quinta-feira ao domingo de Carnaval. A redução é equiparada à queda nos registros de feridos pelas unidades de saúde envolvidas na festa.

Também comparando o período entre 2011 e 2018, a redução gradativa dos crimes contra o patrimônio pode ser percebida.  Enquanto em 2011 foram contabilizados 625 situações de furtos e roubos, este ano, o número caiu para 440, -29,6%.

“Os números mostram que o aperfeiçoamento do trabalho policial em grandes eventos têm resultado direto nos resultados na ponta e o folião é o principal beneficiado”, destacou o secretário Maurício Teles Barbosa.

DomingoO quarto dia oficial de festa também não registrou crime grave dentro dos circuitos. Os casos de furtos e roubos tiveram queda de 177 em 2017, para 123 este ano; e os de lesão corporal, um acréscimo de 19 no ano passado para 23 em 2018.

O domingo de festa ainda foi marcado pela produtividade policial com o cumprimento de três mandados de prisão – dois dentro do circuito e um fora –  todos procurados por roubo.

Foto: Alberto Maraux / GOVBA Divulgação