O novo diretor de futebol do Bahia, Diego Cerri, evita falar sobre possíveis contratações que o clube fará para a temporada de 2018 quando questionado pela imprensa. No entanto, não deixa os repórteres sem respostas para perguntadas relacionadas aos atletas que o tricolor poderá negociar ainda este ano. Dentre eles o goleiro Jean e o lateral-esquerdo Juninho Capixaba. Cerri também falou sobre o meia Zé Rafael.

Durante a solenidade de posse da nova diretoria tricolor, na noite desta segunda-feira (18/12), Cerri disse que viaja a São Paulo ainda esta semana para discutir com São Paulo e Corinthians, que têm interesses em Jean e Juninho Capixaba, respectivamente.

“Agora eu posso falar porque é uma coisa real. Tanto Jean tem uma proposta do São Paulo como Juninho Capixaba tem uma proposta do Corinthians. Eu vou viajar esta semana, vou a São Paulo para discutir essas propostas. É aquilo que eu estou repetindo, sendo um pouco redundante, mas foi-se o tempo em que os atletas do Bahia saíam a qualquer preço”, garantiu o diretor de futebol.

“Hoje, graças a essa organização que a gente tem, protegendo os ativos do clube, a gente tem que chegar num consenso, algo que seja bom para o Bahia, para o atleta e para a equipe que está comprando. Se for assim não tem problema, é uma coisa natural do mercado. A gente está discutindo com calma, vamos ver como vai ser o desfecho”, acrescentou Diego Cerri.

Na negociação com o Bahia, o Corinthians ofereceu o empréstimo de jogadores e uma compensação financeira por parte dos direitos econômicos de Capixaba. Inicialmente, o Tricolor pediu o atacante Lucca, o meia Marlone e o goleiro Douglas Friedrich. O Timão não concordou e sugeriu envolver o lateral-esquerdo Moisés, que passou pelo clube baiano em 2016, em vez de Lucca. A diretoria alvinegra também não deseja abrir mão de Douglas, mas o Bahia coloca o jogador como prioridade, já que deve perder Jean para o São Paulo.

O diretor de futebol também respondeu perguntas relacionadas ao meia Zé Rafael, um dos destaques do Bahia na temporada, cujo nome tem sido sondado por outras equipes brasileiras.

“Zé Rafael é um jogador que tem tido muita sondagem, mas aqui no mercado nacional eu não tive propostas concretas em relação a ele. O que eu tive foi muita especulação, mas talvez em virtude da valorização dele, as equipes já sabem que, para tirar Zé Rafael daqui, vão ter que investir e investir meio alto. Então começam as conversas, especulações em torno de alguma troca de jogador, mas em relação a Zé Rafael realmente não tem interesse em troca por outro atleta. Na verdade, ou ele vai ficar aqui ou, se ele sair, vai sair por uma boa venda”.

Zé Rafael – Foto: Felipe Oliveira / ECB Divulgação