“Independentemente de qualquer resultado, me agrada a maneira que estamos jogando. Estamos impondo o ritmo. Só não gostei do primeiro tempo contra o Avaí. Já vinhamos tentando praticar esse futebol. Saímos perdendo para uma grande equipe, com um grande técnico e um grande meio para a frente. Futebol você tem que ganhar e a gente lamenta por não ter vencido. Mas é esse futebol que eu quero, independentemente do resultado. Estou aborrecido pelo resultado”, disse o trinador do Bahia, Paulo César Carpegiani, após o empate em 2 a 2 com o Atlético-MG, neste domingo na Arena Fonte Nova.

Carpegiani também disse estar feliz com a performance do atacante Edigar Junio, autor dos dois gols do Bahia que tem 46 pontos e está em nono lugar na tabela de classificação do Brasileirão. “O mérito é todo dele. Jogador rápido, que tem porte e está sempre presente no momento crucial. É um excelente jogador em excelente fase. Está dando tudo certo para ele e esperamos que ele continue assim até o fim do campeonato. Me deixa completamente satisfeito. É o complemento do que a equipe faz. É extremamente competente, profissional de alto nível e merece esse sucesso que está tendo”, ressaltou.

O Bahia volta a campo nesta quinta-feira (16/11), às 20h pelo horário da Bahia, para enfrentar o Santos na Arena Fonte Nova.

Edigar Junio bate pênalti para o tricolor – Foto; Marcelo Malaquias / ECB Divulgação