Os estudantes do Centro Estadual de Educação em Tecnologia, Informação e Comunicação (CEEPTIC) estão expondo quatro projetos voltados para a inovação tecnológica durante a Universidade de Verão (Univerão), evento iniciado nesta segunda-feira (15) e que segue até o dia 21 de janeiro, em Lauro de Freitas. A apresentação dos projetos acontece até o dia 21, das 9 às 17h, no Ginásio Municipal da cidade. O evento, promovido pela Secretaria Municipal de Educação (SEMED), em parceria com 11 instituições de ensino superior da Bahia e entidades parceiras acontece em vários locais da cidade e também conta com palestras, minicursos, oficinas, shows e exposições culturais e científicas.

O subsecretário da Educação do Estado da Bahia, Nildon Pitombo, que representou o secretário Walter Pinheiro na abertura do evento, na noite desta segunda-feira (15), ressaltou a importância do envolvimento dos estudantes da rede estadual na Univerão. “A participação deles é um gol a mais numa partida em que a gestão pública que acredita na participação social no âmbito de planejamento de governo, seja ele estadual ou municipal. Esta iniciativa é uma proposição que conduz à inclusão de pessoas que não vivem no ambiente do ensino superior, seja universitário ou não, e, evidentemente, que nossos estudantes da Educação Profissional participando das oficinas com outros jovens de diferentes cidades, só faz aumentar o ganho deles como gestores das suas vidas”.

O estudante Thiago de Souza Alves, 17, que faz o curso técnico em Suporte e Manutenção em Informática está apresentando, juntamente com seus colegas, os projetos “Robô antibombas” e “Carro seguidor de linha”. “O robô antibombas tem o objetivo de garantir a segurança pública, pois ele pega um objeto potencialmente perigosos e leva até um local seguro. Já o carro seguidor de linha possui uma locomoção autônoma ao seguir linhas brancas e pretas através de sensores instalados e pode ser usado para manipulação e transporte de objetos sem sair de sua rota”, explica.

Seu colega Saulo Caneiro Araújo, 17, conta que está gostando muito de expor as invenções tecnológicas no evento. “É uma boa oportunidade de mostrar o que fizemos com muito esforço e dedicação. Estamos aproveitando para trocar conhecimentos com profissionais da área de tecnologia e universitários de vários lugares diferente, que nos dão sugestões para aprimorarmos os nossos projetos”, afirma o estudante.

Os outros dois projetos que também estão sendo apresentados são: “Totem”, que visa aproximar a comunidade escolar dos meios tecnológicos, através da interatividade dos conteúdos com a realidade prática das escolas técnicas, e o “Arcade-gamer”, um videogame construído com recursos limitados e capaz de realizar funções pré-determinadas pelo programador.

Walter Pinheiro – Foto: Manu Dias / GOVBA