Mais de 1,8 mil policiais trabalharão na prevenção e na repressão a roubos e furtos de artigos de carnaval comercializados neste período. O número foi apresentado na manhã desta quinta-feira (25), durante o lançamento da ‘Operação Abadá’, realizada pelo Shopping da Bahia, um dos principais pontos de venda das fantasias, em Salvador.

Com a operação, que terá início no dia 30 de janeiro, a Secretaria da Segurança Pública (SSP), por meio das polícias Militar e Civil, vai intensificar as ações nas regiões onde estarão concentradas as entregas dos acessos aos blocos e camarotes. “Da parte ostensiva, teremos mais de 1,7 mil policiais envolvidos, sem contar o orgânico das companhias da região do Iguatemi e as especializadas”, explicou o comandante de Operações Policiais da PM, coronel Paulo Uzeda.

O comandante acrescentou que, mesmo com a atuação maciça na prevenção, há alguns cuidados que devem ser adotados pelo folião como, por exemplo, evitar a circulação com material que identifique o produto que está sendo transportado.

Já a diretora do Departamento de Polícia Metropolitana da Polícia Civil, delegada Fernanda Porfírio, adiantou que seis viaturas veladas vão acompanhar diariamente o movimento nas regiões de entrega. “Embora as pessoas não percebem a presença da polícia judiciária, porque discrição faz parte do trabalho investigativo, nós participamos ativamente da Operação Abadá, principalmente no monitoramento daqueles que são reincidentes em cometer este tipo de crime”, ressaltou.

Gerente de Marketing do Shopping da Bahia, Mayara Diniz enfatizou a importância da participação das polícias não apenas para a segurança dos foliões, mas para a realização da festa. “Temos uma parceria muito boa com as polícias e quanto mais conhecemos o trabalho desenvolvido, mais entendemos a necessidade destes profissionais para a festa”.

Foto: Ascom SSP-BA