Com o objetivo de impedir a realização de fraudes durante o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano, cujas provas começam a ser realizadas neste domingo (05/11), o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) vai adotar medidas de segurança. Uma delas será o uso de 67 mil detectores de metal e de ponto eletrônico.

Com esse volume, o Enem terá um detector para cada 100 participantes do certame, os quais também terão provas personalizadas. Segundo o Inep, o número garante a vistoria dos candidatos na entrada e na saída de todos os banheiros das 13.632 coordenações de local de aplicação.

Novidade neste ano, os detectores de aparelhos de ponto eletrônico de ouvido serão usados de forma experimental em alguns locais de prova. O sistema encontra os aparelhos de transmissão pelo sinal de rede móvel de banda larga, por radiofrequência de wi-fi e bluetooth. Outras medidas já consolidadas nas demais edições do exame serão mantidas, como a coleta da impressão digital dos participantes.

Ainda de acordo com o Inep, o candidato deve estar atento para o que não poderá levar para a realização da prova. De acordo com o edital, não é autorizado o uso de celular ou qualquer aparelho eletrônico durante as provas. Os equipamentos terão de ser colocados em um porta-objetos com lacre, que deverá ficar embaixo da cadeira até o final das provas.

O candidato também não poderá usar lápis, lapiseira, borrachas, livros, manuais, impressos, anotações, óculos escuros, boné, chapéu, gorro e similares e portar armas de qualquer espécie, mesmo com documento de porte. Se estiver com um desses objetos, eles deverão ser colocados no porta-objetos.

Ainda seguindo normas de segurança contra fraudes, quem for levar lanches também tem que ficar atento ao edital. É permitido levar lanches para comer durante as provas, mas os alimentos industrializados, como biscoitos, salgadinhos e iogurte precisam estar com as embalagens lacradas, e todos os itens serão vistoriados antes do ingresso na sala.

O Enem será aplicado nos dias 5 e 12 de novembro para 6,7 milhões de candidatos. No primeiro domingo, os estudantes farão provas de ciências humanas, linguagens e redação. No segundo, as provas serão de matemática e ciências da natureza.