Após três meses de shows gratuitos e oficinas, passando por Euclides da Cunha, Lauro de Freitas, Senhor do Bonfim, Juazeiro, Vitória da Conquista, Lençóis, Itacaré e Ilhéus, chega ao final o projeto Caravana da Música, que fará duas apresentações no Recôncavo baiano. No dia 20 de janeiro, o Grupo Botequim fará única apresentação na Praça Ubaldino de Assis (Jardim Grande), em Cachoeira, às 20h, e promove a oficina Samba – Da Teoria à Prática, das 10h às 12h, na Sede da Secretaria de Educação do Município de Cachoeira. Já no dia 21 de janeiro, será a vez de Santo Amaro, com o músico Raimundo Sodré, que ministrará workshop, na Escola Professora Stella Maria Mutti, e às 20h, sua música vai ocupar a Praça da Purificação.

O projeto Caravana da Música é uma iniciativa Maré Produções Culturais, com patrocínio do Governo do Estado, por meio do FazCultura, programa de incentivo fiscal da Secretaria da Fazenda e da Secretaria de Cultura. São apoiadores institucionais do projeto a Prefeitura Municipal de Cachoeira, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo e a Prefeitura de Santo Amaro, através da Secretaria de Cultura e Turismo do município.

Além das apresentações artísticas, acontecerão oficinas gratuitas voltadas para músicos, educadores, artistas estudantes e pessoas interessadas. Para participar, as pessoas interessadas deverão enviar email, com dados (nome completo, RG, idade) para contato@mareproducoes.com.br.

O Caravana da Música é um dos principais projetos, realizados hoje na Bahia, destinados a interiorização da música contemporânea autoral produzida por artistas baianos e já alcançou aproximadamente 9 mil pessoas, ao longo das sete cidades que já percorreu. Nesta segunda edição, a iniciativa pôde amadurecer garantindo também atividades formativas, além da ocupação e dinamização cultural do espaço público.

Territorialização – Segundo o superintendente de Promoção Cultural da Secult, Alexandre Simões, a iniciativa valoriza a produção baiana e divulga a nova geração de músicos. “O Fazcultura tem como propósito patrocinar a cultura, viabilizar os novos e também os atores já consagrados no meio cultural local. Os patrocinadores têm a oportunidade de investir em atividades dos mais diversos formatos e tamanhos. É uma grande oportunidade para as empresas ter seus nomes alinhados com produtos e eventos de qualidade”.

FazCultura – Parceria entre as secretarias estaduais de Cultura (Secult) e da Fazenda (Sefaz), o mecanismo integra o Sistema Estadual de Fomento à Cultura, composto também pelo Fundo de Cultura da Bahia (FCBA). O objetivo é promover ações de patrocínio cultural por meio de renúncia fiscal, contribuindo para estimular o desenvolvimento cultural da Bahia, ao tempo em que possibilita às empresas patrocinadoras associar sua imagem diretamente às ações culturais que considerem mais adequadas, levando em consideração que esse tipo de patrocínio conta atualmente com um expressivo apoio da opinião pública.

Grupo Botequim – Foto: Ascom Secult