A Comissão de Financiamentos Externos (Cofiex) do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, autorizou, segundo a Prefeitura de Salvador, a preparação do Programa de Requalificação Urbana de Salvador (Proquali), que prevê empréstimo de até US$ 60,7 milhões junto ao Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), com contrapartida de igual valor pela Prefeitura. O Proquali totaliza investimentos de US$ 121,4 milhões, o que inclui a recuperação urbanística e ambiental no trecho do Farol de Itapuã, um dos mais emblemáticos cartões postais da cidade.

Para o secretário da Casa Civil, Luiz Carreira, a autorização representa mais uma vitória do planejamento e do trabalho articulado de captação de recursos da gestão de ACM Neto. Ele destaca também o esforço conjunto das equipes técnicas dos órgãos e entidades envolvidos na preparação do projeto, com a coordenação da Casa Civil. “Com as contas ajustadas e com responsabilidade fiscal, a Prefeitura tem buscado parcerias com organismos multilaterais para promover um salto de qualidade no desenvolvimento social e econômico da nossa cidade”, avalia Carreira.

Na próxima semana começam as missões técnicas do Proquali, que tem entre seus projetos a requalificação da área do Paraguari, o Plano Municipal de Saneamento Básico, o Plano Diretor de Tecnologia (Salvador Inteligente) e a implantação do Museu da Música Brasileira. Estão incluídos, também os projetos de requalificação da orla no trecho de Amaralina, a requalificação urbanística da Praça Cairu e do Corredor da Fé (percurso da caminhada da Lavagem do Bonfim), revitalização da Praça da Igreja do Bonfim e da Base da Colina.

O bairro de Itapuã receberá, em breve, novas obras de requalificação, compreendendo o trecho da Rua Farol de Itapuã. Estão previstas as implantações de 4 novos quiosques, no  mesmo padrão arquitetônico dos que já estão funcionando no bairro, 350m de ciclovia, estacionamento em área livre e calçadão de concreto e de piso intertravado para uso de pedestres.

O projeto urbanístico foi elaborado pela Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF) e compreende apenas a Rua do Farol de Itapuã em 21,5 mil metros quadrados, as obras terão investimento de aproximadamente R$ 2,5 milhões e serão executadas pela Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra).

A ordem de serviço para início das obras está prevista para as próximas semanas, e a previsão para duração das intervenções é de quatro meses.