Acusada de provocar o acidente de trânsito que matou, em 2013, os irmãos Emanuel, de 21 anos, e Emanuelle Gomes Dias, 23 anos, a médica Kátia Vargas, de 49 anos, foi absolvida pelo júri popular na noite desta quarta-feira (06/12), no Fórum Ruy Barbosa. A sentença, proferida pela juíza Gelzi Maria Souza, revoltou parentes das vítimas, em especial a mãe dos jovens Marinúbia Dias. A promotoria já adiantou que vai recorrer da decisão.

A médica foi absolvida por quatro votos a três. “É um absurdo, quero justiça. Vou matar Kátia Vargas pessoalmente. Filha do demônio! Sabia o que ia acontecer”, gritou Mércia Gomes, tia das vítimas, ao ouvir a sentença. Marinúbia ainda tentou acalmar a irmã. Segundo Marinúbia, é normal o descontrole de Mércia porque Emanuel era como um filho. “É muita dor pra gente, mas eu vou recorrer através do Ministério Público”, comentou

“Ela foi inocentada. Ninguém sabe como. Cabe recurso, vamos recorrer. Deus está no controle. É uma dor muito grande, eu não lutei quatro anos para nada. Vou continuar lutando, a justiça não foi feita. Continuo acreditando na Justiça. Não vai ficar impune”, desabafou a mãe das vítimas.

Segundo o advogado da família das vítimas, Daniel Keller, a acusação, também representada pelos promotores de Justiça Luciano Assis e David Gallo, terá cinco dias para recorrer e apresentar um recurso de apelação ao Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) a revisão da sentença.

“Estamos apenas no primeiro grau. É prematuro dizer isso, mas pode ser inclusive que o Tribunal de Justiça anule esse júri”, disse o advogado, lembrando que os “os recursos fazem parte de sistemas democráticos”.

Já o advogado criminalista José Luiz Mendes de Oliveira Lima, que coordena a equipe defendeu a médica, disse estava satisfeito com o a absolvição da Kátia Vargas, ressaltando que “modificar uma decisão do plenário do Tribunal do Júri não é uma coisa simples”.

O criminalista acrescentou ainda que “respeito a opinião do Ministério Público, mas o tribunal aceitou a primeira tese nossa”.

Mércia Gomes – Foto Reprodução TV Bahia