Uma equipe que pode entrar em campo com algumas mudanças, porém se comportando da mesma forma quando jogou e venceu grandes adversários fora de Salvador. É assim que o técnico Vagner Mancini pensa quando o assunto é definir o time do Vitória que começará a partida contra a Ponte Preta, no domingo às 16h pelo horário da Bahia, em Campinas.

Mancini, que comandou treino fechado à imprensa nesta quinta-feira, disse ainda que terá que dar ênfase à marcação mas precisa de jogadores rápidos no meio e no ataque. Durante a coletiva de imprensa o técnico voltou a lembrar das dificuldades que, certamente, o rubro-negro enfrentará em São Paulo, nessa partida que vale uma decisão.

“Decidi, junto com minha equipe, que essa semana seria diferente. Temos um jogo que vale o ano, e vale o ano de 2018, por isso estamos focados no time que vai entrar jogando. Por isso, abri mão de outro tipo de treinamento para focar a parte tática, dentro disso, tive que fazer alguns ajustes, e estou falando de mudanças de peças para aquele time que pode nos dar mais resultados fora de casa”, disse Mancini.

Com 40 pontos, o Vitória ocupa a 16ª posição, enquanto a Ponte tem 39 e aparece logo atrás, em 17º. Para manter-se fora da zona de rebaixamento e seguir na Série A em 2018, o Vitória precisa muito dos três pontos contra a Macaca.

O mineiro Ricardo Marques Ribeiro, do quadro da Fifa, vai apitar Ponte Preta x Vitória. Nesse Brasileirão ele já apitou outros dois jogos do Leão.

Foto: Maurícia da Matta / ECV Divulgação