O mercado financeiro segue atento ao cenário interno, com a delicada situação política do presidente Temer, e ao panorama internacional onde há uma expectativa sobre a posição do Federal Reserve (banco central dos EUA). Analistas sinalizam com um provável aumento na taxa de juros mesmo, com um desempenho considerado fraco da economia americana. Essa reunião de política monetária, iniciada hoje, será concluída amanhã mostrando a postura da autoridade bancária.

Criação de emprego, em baixa, e redução da força de trabalho, segundo dados oficiais, são variáveis que preocupam. Ademais, a inflação se aproximando de 2%, com uma taxa anual de 1,7% em abril, e o crescimento PIB de 0,5% para 1,2%, revisado no primeiro trimestre, que está sendo considerado baixo.

Sendo assim, no início da tarde, o índice Ibovespa estava em queda de 0,17%. O dólar comercial valendo R$ 3,316 em alta de 0,12%. O euro cotado a R$ 3,715 mostrando uma queda de 0,09%.