Com o objetivo de não certificar o acordo nuclear firmado com o Irã, em 2015, durante a presidência de Barack Obama, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, vai declarar nesta sexta-feira (13/10), segundo a imprensa norte-americana, que os iranianos não respeitam o acordo.

Com isso, Trump joga para o Congresso a responsabilidade sobre retomar ou não as sanções contra Teerã, suspensas pelo acordo. Trump deseja com isso determinar o fim do tratado firmado entre o Irã e o grupo chamado P5+1 (EUA, Reino Unido, França, Rússia, China e Alemanha).

O presidente, no entanto, vai pedir que o Congresso estabeleça novas exigências ao Irã, cujo descumprimento seria um “gatilho” para a retomada imediata das sanções, segundo o “New York Times”.

O anúncio será feito no início da tarde, durante um pronunciamento de Trump sobre sua “nova estratégia para o Irã”, cujos pontos principais foram divulgados em nota pela Casa Branca na noite de ontem.