Salvador tem um patrimônio natural que não é totalmente conhecido por boa parte de seus próprios moradores. A área da Lagoa do Arraial do Retiro é um desses exemplos. Cercada por pedras, com água verde, a lagoa recebeu obras de urbanização que foram entregues hoje (21) pelo prefeito ACM Neto, em um investimento municipal de quase R$365 mil. Além disso, do lado desse paraíso natural, também cercada por paredões de pedras, o prefeito entregou à comunidade uma quadra poliesportiva novinha, ampliando os equipamentos de lazer na localidade.
“Há muitos anos os moradores aqui esperavam pela requalificação da lagoa, um dos patrimônios de Salvador. Agora aqui tem parque infantil, deque e iniciamos um trabalho de conscientização ambiental para preservar a lagoa viva, evitando poluição e jogada de lixo. Contamos com o apoio dos moradores para tomar conta dessa bela parte de Salvador”, afirmou ACM Neto, que estava acompanhado de secretários e dirigentes de órgãos municipais, vereadores e lideranças comunitárias.
O prefeito determinou que a Secretaria Municipal de Manutenção (Seman) instale no agora chamado Parque da Lagoa do Arraial do Retiro equipamentos públicos de ginástica e uma novidade aprovada de imediato por todos: pedalinhos, a exemplo dos que existem no Dique do Tororó. Tudo isso fabricado pela própria Prefeitura, através da Companhia de Desenvolvimento Urbano de Salvador (Desal), ligada à Seman.
A área requalificada do parque chega a 1.839,43m², com projeto da Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF), que tronou o espaço bem mais atraente e convidativo para atividades de lazer. Antes de entregar este equipamento, a Prefeitura já havia feito a obra de contenção de encosta do entorno da lagoa. O Parque da Lagoa do Arraial do Retiro está inserido no Plano de Desenvolvimento Urbano de Salvador (PDDU) e é parte do eixo Cidade Sustentável do programa Salvador 360.
“As obras foram realizadas com o objetivo maior de mudar a realidade da comunidade, uma vez que a iniciativa não só valoriza o local, mas como também transforma em espaço público de práticas esportivas, lazer e entretenimento”, ressaltou o titular da Secretaria de Cidade Sustentável e Inovação (Secis), André Fraga.
Características – O projeto deu prioridade à preservação da vegetação e transformou a região em uma área de lazer para a comunidade, por meio da construção de um deque (espécie de ponte), uma praça e duas áreas de lazer. Com intervenções executadas pela Superintendência de Obras Públicas (Sucop), a praça conta com um deque contemplativo de 75 m², delimitado por guarda-corpo, por meio do qual é possível atravessar para o outro lado da lagoa, aproveitando o espaço de maneira integral.
Já as duas áreas de lazer dispõem de parque infantil; um quiosque para baiana de acarajé; bancos de concreto para convivência; mesas de jogos; pergolado em eucalipto; e academia de ginástica ao ar livre. A urbanização envolveu, ainda, a implantação de lixeiras, gramas sintéticas, rampas e escadas de acesso, postes de iluminação em alumínio, de cor branca, e piso intertravado, que permite o compartilhamento da via por pedestres, ciclistas e motoristas. No local, há vagas de estacionamento para bicicletas e veículos.
Outros espaços – O Parque da Lagoa dos Pássaros, Stiep, também será totalmente reurbanizada pela Prefeitura. A intervenção está sendo executada numa área de 2,6 mil m², com investimento de quase R$825 mil e conclusão prevista para novembro deste ano. A requalificação envolverá a implantação de praça, espaço para contemplação, área de trilha e deques. Dentre as intervenções constam prioridade para a acessibilidade, recuperação e ampliação da pista de caminhada já existente.
Além disso, estão previstas a instalação de espaço para piquenique, praça de esportes com parque infantil, equipamentos para musculação e ginástica, área para capoeira, paraciclos e estacionamento via Rua Arthur de Azevedo. A reforma contempla ainda a edificação existente no local, que será utilizada para abrigar um posto de observação e uma sala multiuso voltada para atividades ligadas à preservação do meio ambiente, dentre outras intervenções.
Foto Valter Pontes/Secom PMS