Os petroleiros baianos entraram em greve nesta sexta, 16, por tempo indeterminado. Segundo o Sindipetro, os trabalhadores protestam contra a venda de ativos da empresa e pela redução do efetivo mínimo. O sindicato também informa que a categoria na Bahia estará integrada a uma mobilização nacional na segunda-feira, 19, e à greve geral, marcada para o dia 30 de junho.