Alvo de investigações por conta de irregularidades, Instituto de Seguridade Social dos Correios e Telégrafos (Postalis) é um dos maiores fundos de pensão do Brasil em número de participantes estará sob intervenção por 180 dias.

 

A medida foi anunciada nesta quarta-feira (04/10) pela Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc), órgão vinculado ao Ministério da Fazenda.

 

A intervenção foi decretada após o Previc identificar sucessivos déficits a partir de 2011, após fazer apostas equivocadas de investimento. O fundo tinha até o fim de julho patrimônio de R$ 10,2 bilhões.

 

Dentre as irregularidades identificadas pela Previc está “o descumprimento de normas relacionadas à contabilização de reservas técnicas e aplicação de recursos”.

 

O Postalis tinha, até o fim de julho, 155.400 membros contribuintes, segundo boletim da instituição. A rentabilidade acumulada até julho deste ano no plano BD era de 2,44% ante uma meta de 4,38%. Já o plano PostalPrev registrava rentabilidade de 5,22% ante meta de 4,47%.