Vem sendo de fundamental importância a atuação do Corpo de Bombeiros no programa Bahia Sem Fogo, desenvolvido pela Secretaria do Meio Ambiente (Sema), para combater incêndios florestais na região do oeste baiano e da Chapada Diamantina.

Além da atuação dos bombeiros e dos brigadistas voluntários no combate via terrestre, a ação tem o apoio do Grupamento Aéreo da Polícia Militar (Graer), ajudando a apagar fogo com lançamento de água por helicóptero e apoio logístico no transporte de efetivo, materiais, alimentação e água.

Uma das ações ocorre em Ibiajara, distrito de Rio do Pires, constatou-se que a situação está controlada, demandando apenas o monitoramento da área afetada para atuar em possíveis reignições, pelo período de 72 horas, para posteriormente confirmação de extinção do incêndio.

Com a situação sob controle, o Corpo de Bombeiros remanejou 10 bombeiros para combater o incêndio florestal em Rio de Contas, na APA Serra do Barbado. Em Rio do Pires, 22 bombeiros militares permanecem trabalhando no monitoramento da serra de Santa Maria do Ouro.

Os bombeiros militares também atuam em Luís Eduardo Magalhães, onde foi constatada a existência de dois focos de incêndio, sendo prioritária a ação na APA Rio de Janeiro, às margens do rio das pedras. A equipe conteve o avanço das chamas.

Os bombeiros e brigadistas voluntários continuam a combater o fogo nas margens do Rio das Pedras, Vau da Boa Esperança e na Serra da Bandeira, no município de Barreiras. Continuam ainda alguns focos em São Desidério e em Formosa do Rio Preto, conforme registros no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

As equipes do CBMBA combateram focos de incêndio próximos ao distrito de Bola, extinguindo o fogo. Existem ainda focos na área rural onde a vegetação encontra-se bastante seca entre os distritos de Mandarino, Caiçara, Jiboia e Brejo da Serra, que serão combatidos pelo CBMBA.