Numa reunião realizada nesta quarta-feira (20), na Tribuna de Honra do Estádio de Pituaçu, em Salvador, com técnicos da CCR Metrô Bahia e da Central de Transportes da Bahia (CTB), e tendo como convidados representantes de clubes de corrida, ciclistas e profissionais de educação física, foi apresentado o projeto de 12 quilômetros das novas pistas de caminhada e ciclovia, que estão sendo implantadas ao longo da Avenida Paralela, no canteiro central da via. O encontro foi idealizado pela Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia da Secretaria do Trabalho e Esporte (Setre), numa parceria com a CTB.

Na oportunidade, foi orientada como será a utilização da pista pelos ciclistas e clubes de caminhada, além de informações sobre segurança, iluminação e sinalização. Aos presentes, foi informado que está ainda em fase de análise a instalação de estruturas de alongamento e pontos de hidratação. Segundo a CCR Metro, 75% das obras já foram concluídas, chegando aos 100% no primeiro trimestre de 2018.

Segundo Eduardo Copelo, presidente da CTB, o projeto atenderá à demanda da capital e terá integração com todas as passarelas que ligam as estações do metrô. “A pista será toda de concreto, com marcação de quilometragem, postes de iluminação e pontos para alongamento. As duas pistas (ciclovia e de cooper), terão cerca de 2,5 metros de largura”, disse.

De acordo com diretor geral da Sudesb, Elias Dourado, as novas pistas serão importantes para a qualidade de vidas das pessoas. “Essa obra é maravilhosa e é algo que complementa o metrô de Salvador. Estou muito feliz, sobretudo no que essas pistas podem influenciar na rotina e na qualidade de vida das pessoas. A Sudesb sente-se orgulhosa de fazer parte deste projeto”, concluiu o diretor.

Para o atleta Vilton Santos, o projeto atenderá uma grande demanda de corredores de Salvador. “Eu sou corredor e estou muito feliz com a iniciativa. Eu corria na Paralela quando existia um pequeno trecho de pista de Cooper. Agora, teremos uma estrutura completa”, comemorou.

No último mês de setembro, um workshop realizado no auditório do Detran discutiu o modelo de integração bicicleta/metrô e a nova ciclovia da Av. Paralela. Na oportunidade, os usuários de bicicletas conheceram as ações já realizadas pelas empresas que fazem a gestão do metrô para facilitar o uso desse meio de transporte, assim como todas as ações previstas no projeto do metrô de Salvador voltadas para os ciclistas.