Emmanuel Macron, presidente da França, anunciou ontem (3) que pretende cortar um terço dos parlamentares por lá. Atualmente, o quadro é de 925 representantes no Parlamento, sendo: 577 deputados e 348 senadores. A reforma prevê uma redução para 617 parlamentares, passando a 385 deputados e 282 senadores. Haverá um limite, a ser definido, para o número de reeleições.

Macron quer extinguir também uma Corte de Justiça especial para autoridades públicas.

Como toda reforma em qualquer lugar do mundo, muitas resistências serão encontradas, mas à favor de Emmanuel Macron está a sua popularidade. O presidente da França conta com 59% de aprovação nas pesquisas.

foto: cdn