São cada vez mais fortes as especulações de que o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) deverá entregar, ainda hoje, o cargo de líder do PMDB no Senado. Desde o início do ano a relação entre Renan e Michel Temer, vinha sendo tensa devido às críticas que o senador alagoano dirigia ao governo federal e à pauta das reformas. Nos bastidores de Brasília, já é tida como certa a atitude de Renan Calheiros, ainda mais depois que o senador Romero Jucá (PMDB-RR) garantiu o apoio da bancada do partido para tirar Renan da liderança do partido.

A decisão de Renan Calheiros seria uma estratégia para se antecipar a uma articulação de Jucá e Temer para destituí-lo do cargo.

foto: el país