Em reunião realizada nesta segunda-feira (22), o secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, e o coordenador do Comitê de Arboviroses da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), Antônio Carlos Bandeira, firmaram acordo de cooperação técnica para acompanhar a situação da febre amarela na Bahia, assim como outras arboviroses.

A cooperação técnica incluirá reuniões mensais de monitoramento e discussão com especialistas de todo o país. Outra situação que está sendo monitorada é um surto de malária, que aconteceu na cidade de Wenceslau Guimarães, onde a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) tem atuado para conter a disseminação da doença. Um fórum estadual, com a participação de técnicos da Sesab e representantes da SBI e Fiocruz, está programado para o mês de fevereiro, com a participação de todos os secretários municipais de saúde e dos principais especialistas da área.

Bandeira, que é um dos mais respeitados médicos infectologistas do país, foi um dos responsáveis pelo isolamento do vírus da Zika no Brasil, em 2015. Ele avalia a parceria como muito importante para impulsionar o controle de diversas doenças no estado. “Temos que garantir a tranquilidade para a população”, De acordo com a superintendente de Vigilância e Proteção à Saúde, Rívia Barros, a cooperação irá fortalecer o trabalho da vigilância à saúde.

Foto: Ascom Sesab / Divulgação