Após divulgar vídeo, em sua conta no Twitter, no qual praticamente joga a toalha no embate para a aprovação da reforma da Previdência proposta por seu governo, lamentando por ter ficado sozinho e que só não conseguiria aprovar o pacote, o presidente Michel Temer volta atrás. Nesta quarta-feira (08/11), o peemedebista reúne sua equipe para tentar mudar o jogo e o cenário nada favorável que se instalou na Câmara dos Deputados, presidida pelo ‘amigo’ Rodrigo Maia (DEM).

Nesta manhã, Temer se reúne com Maia e com os ministros Henrique Meirelles (Fazenda) e Eliseu Padilha (Casa Civil). Também participam do encontro o secretário da Previdência, Marcelo Caetano, e com o relator da reforma na Câmara, deputado Arthur Maia (PPS-BA). O objetivo é discutir o que mudar no pacote para tentar aprova-lo o quanto antes.

Com o vídeo publicado por Temer, levantando-se por estar sozinho e sem votos para aprovar a reforma da Previdência, o mercado reagiu e como reflexo de suas lamentações, inclusive contra a mídia, que segundo ele é contra a reforma, a bolsa caiu e o dólar subiu.