Principal suspeito de ter ateado fogo em uma creche localizada no município de Janaúba, ao norte de Minas Gerais, na divisa com a Bahia, matando ao menos quatro crianças, o vigia Damião Soares dos Santos, de 50 anos, morreu na tarde de hoje. O fato, que abalou o país, ocorreu na manhã desta quinta-feira (05/10). Damião também ateou fogo ao próprio corpo e não resistiu às queimaduras.

Outras 11 crianças estão internadas em estado grave em um hospital do município mineiro de pouco mais de 70 mil habitantes. Os médicos irão transferir as mais graves para Montes Claros e Belo Horizonte.

Segundo a polícia, o vigia trabalhava na condição de funcionário efetivo da creche desde 2008. De acordo com testemunhas, ele teria ateado fogo ao próprio corpo e ido em direção às crianças durante o ataque.

O triste fato ocorreu no Centro Municipal de Educação Infantil Gente Inocente pertence à prefeitura de Janaúba. Segundo o prefeito Carlos Isaildon Mendes (PSDB), o vigia retornou de férias nesta quinta-feira.

O prefeito negou que Damião tivesse apresentado algum indício de problemas mentais. “O que me relataram lá é que ele chegou normal e tranquilamente até a diretora para supostamente entregar um atestado médico. Estamos mesmo muito surpresos com o que aconteceu”, disse Carlos Mendes.

A Polícia Civil de Minas Gerais informa que abriu um inquérito para apurar o caso. Agentes estiveram na casa do suspeito e de seus familiares para levantar informações que possam ajudar a elucidar as causas do crime.

Damião Soares dos Santos – Foto; Reprodução de Facebook