Fim de linha, literalmente. Soteropolitanos e turistas já podem desembarcar na Estação Aeroporto, que integra a linha 2 do Sistema Metroviário Salvador/Lauro de Freitas e foi entregue pelo governador Rui Costa, nesta quinta-feira (26), quando entrou em operação. Com a inauguração do equipamento, o metrô totaliza 33 quilômetros de extensão, somando as duas linhas. A implantação do modal recebeu recursos da ordem de R$ 5,6 bilhões, incluindo as obras complementares, como estações, passarelas, ligações viárias, terminais de ônibus, entre outras que integram o sistema.

Acompanhado da primeira-dama, Aline Peixoto, secretários de Estado e outras autoridades, o governador falou sobre a entrega da última estação da linha 2. “Esse projeto é exemplo de um modelo novo de fazer obra pública. Fico orgulhoso do nosso metrô ter se tornado referência nacional e internacional, pela sua estrutura licitatória e pela inovação. Mesmo tendo a vigésima receita per capita do Brasil, A Bahia hoje é o estado que mais investe em mobilidade urbana no país”, declarou.

Na ocasião, Rui Costa adiantou informações sobre a continuidade das obras da linha 1. “Em maio, iremos publicar a licitação das obras de mais cinco quilômetros de extensão e de duas estações do metrô, partindo da Estação Pirajá, seguindo para a região da Brasilgás, na BR-324, e próximo à área onde será a nova rodoviária, em Águas Claras/Cajazeiras, que deverão ser concluídas em 24 meses”, anunciou Rui Costa.

Com capacidade para 17 mil passageiros por hora, a nova estação dá a Salvador o título de uma das três capitais brasileiras a ter um metrô ligando o centro da cidade ao aeroporto – São Paulo e Recife completam o trio. Só para se ter ideia, com a inauguração do equipamento, será possível ir da Lapa até o Aeroporto, em 35 minutos, ou partindo da região da rodoviária, em pouco mais de 20 minutos.

“Um sonho realizado para Salvador e Lauro de Freitas. Dos 26 estados e Distrito Federal, somos o terceiro a ter o aeroporto interligado ao Centro por metrô. É uma vitória de todos”, comemorou o titular da Secretaria de Desenvolvimento Urbano do Estado (Sedur), Demir Barbosa.

São mais de 9,1 mil metros quadrados de área construída vigiados por 139 câmeras de segurança interligadas ao Centro de Controle Operacional da CCR Metrô Bahia, concessionária que forma uma Parceria Público-Privada (PPP) com o Governo do Estado, e é responsável pela operação do modal. Completam a estratégia de segurança rondas dos agentes de atendimento e segurança, e iluminação em LED.

Ainda compõem a estrutura da Estação Aeroporto sanitários, dois bicicletários com um total de 108 vagas, quatro escadas rolantes, dois elevadores, além de piso tátil e sinalização em braile nos corrimãos, atendendo às normas técnicas de segurança e acessibilidade.

Moradora do bairro de Itinga, em Lauro de Freitas, a dona de casa Maria Rosa é só elogios ao metrô. “Eu uso o metrô para fazer feira em São Joaquim e comprar na Avenida Sete, e ele chegando em Lauro de Freitas ficou ainda melhor. É menos tempo no trânsito e isso significa mais segurança. Sou bem tratada por todos os funcionários. Dá gosto de usar esse transporte”, comentou.

A servidora pública Jacira Chaves concorda com dona Maria Rosa. “É uma mão na roda. Vou conseguir chegar ainda mais rápido no trabalho e sei que com os possíveis aumentos das linhas a tendência é melhorar ainda mais”.

A região do Aeroporto vai contar ainda com mais três estruturas que irão facilitar a vida dos usuários do metrô. Para transitar entre a nova estação e o aeroporto, os usuários irão contar com ônibus exclusivos da CCR, sem custos adicionais para os passageiros, com saída de 10 em 10 minutos.
Os ônibus são totalmente acessíveis para pessoas com deficiência e mobilidade reduzida, e contarão com ar-condicionado, assentos preferenciais, espaço exclusivo para até 16 malas grandes ou 32 médias, câmeras internas de monitoramento, e capacidade para 75 passageiros – 19 sentados e 56 em pé.

 

 

Foto: Manu Dias/GOVBA