Localizada na parte anterior do pescoço, a tireoide é fundamental para o bom funcionamento do organismo. Isso porque ela produz dois hormônios – a Tri-iodotironina (T3) e a Tiroxina (T4) – que são muito importantes em todas as fases da vida: da formação dos órgãos fetais, principalmente o cérebro, à velhice. O crescimento, o desenvolvimento, a fertilidade e a reprodução humana são diretamente ligados ao funcionamento da tireoide. Seus hormônios impactam batimentos cardíacos, sono, raciocínio, memória, temperatura do corpo, funcionamento intestinal e metabolismo.

A Dra. Rosa Paula Biscolla, assessora médica em Endocrinologia do Grupo Fleury, que inclui a marca soteropolitana Diagnoson a+, destaca que em algumas situações pode ocorrer um desequilíbrio com a diminuição da produção dos hormônios da tireoide (hipotireoidismo) ou excesso (hipertireoidismo). “A boa notícia é que hipotireoidismo e hipertireoidismo, geralmente, são facilmente diagnosticados por meio de dosagens hormonais no sangue, podendo ser, assim, rapidamente tratados”, afirma.

A seguir, 10 mitos e verdades sobre a tireoide:

O hipotireoidismo é muito comum: verdadeiro

O hipotireoidismo é uma doença muito comum que afeta de 8 a 12% dos brasileiros, principalmente mulheres e indivíduos mais idosos.

Crianças não têm doenças da tireoide: falso

Crianças podem ter uma doença da tireoide que pode levá-las a parar de crescer e a ir mal na escola. A forma mais grave do hipotireoidismo é a congênita.

 

Doenças da tireoide afetam a gravidez: verdadeiro

Tanto o hipertireoidismo quanto o hipotireoidismo podem afetar a fertilidade e, se não tratados adequadamente, associar-se a complicações da gestação e a problemas para o feto.

A obesidade pode ser causada pelo hipotireoidismo: falso

O hipotireoidismo não tratado associa-se apenas a um ganho leve de peso, em geral, por retenção de líquido.

 

Tomar hormônio da tireoide ajuda a emagrecer: falso

O hipertireoidismo realmente emagrece, mas à custa de massa magra, com diminuição de força muscular. Usar T4 ou, pior ainda, T3 pode causar arritmias, hipertensão, diarreia e outras manifestações graves e até fatais.

Posso saber se tenho problema na tireoide fazendo um exame de sangue: verdadeiro

Os exames para diagnóstico de alteração da função tireoidiana são as dosagens do TSH e da T4 livre. O médico ainda pode solicitar outros exames, se necessário.

O iodo faz bem para a tireoide: falso

O iodo da alimentação geralmente é suficiente para produção dos hormônios tireoidianos em qualquer faixa etária. Em excesso, o iodo pode produzir sérios danos, inclusive piorar ou causar hipo ou hipertireoidismo.

O cansaço pode ser causado por hipotireoidismo: verdadeiro

Os principais sintomas do hipotireoidismo são sonolência excessiva, cansaço e falta de disposição, lentidão e dificuldade para exercer as tarefas e funções habituais, esquecimento fácil, tristeza, intestino preso, ressecamento da pele e dos cabelos, unhas fracas e ganho de peso inexplicável. Esses sintomas também podem aparecer em outras doenças.

A T3 (Tri-iodotironina) é útil no tratamento de estresse: falso

Não há indicação de uso de T3 nessas situações. Ela pode causar riscos à saúde.

Todo nódulo de tireoide é câncer: falso

Estima-se que 60% da população brasileira tenham nódulos na tireoide em algum momento da vida, sendo que a maioria dos nódulos é benigna. De toda forma, é preciso estar em dia com consultas e exames para cuidar da saúde da tireoide.

Sobre o Grupo Fleury

O Grupo Fleury é uma das maiores e mais respeitadas empresas de medicina diagnóstica e de precisão do Brasil. Entre as recentes inovações ofertadas está a plataforma online Fleury Genômica, que disponibiliza testes genéticos de última geração para clientes situados em qualquer região do País e do mundo.

 

Site Grupo Fleury: www.grupofleury.com.br

Foto: Reprodução