A meta é manter o município livre da paralisia infantil e sarampo, imunizando pelo menos 95% das mais de 134 mil crianças com idade entre seis meses e menores de cinco anos. As doses estão sendo distribuídas para crianças entre um e cinco anos completos. Este ano, foram confirmados 822 casos de sarampo no Brasil. No caso da paralisia infantil, trata-se de uma precaução, já que não há registros da doença no país desde 1988.

Aliada à mobilização contra a pólio e sarampo, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) realizará a administração da segunda dose contra gripe para as crianças primovacinadas (tomaram pela primeira vez na vida a dose da vacina). A campanha nacional contra sarampo e poliomielite segue até o dia 31. Os endereços das unidades de saúde que participam da mobilização estão disponíveis no site da Secretaria Municipal de Saúde, na aba Mapa da Saúde.